Povo das Fadas

O Povo das Fadas é formado por criaturas mágicas que habitam o subterrâneo da Terra. A língua falada pelo Povo é o gnomês. Apesar de ser chamado de Fadas, ele é composto por vários tipos de raças.

Há muitos anos atrás houve uma guerra entre homens e fadas onde a quantidade superou a magia. As fadas – que só podiam ter filhos a cada vinte anos – cederam pois os humanos eram muitos.

Para sobreviverem saíram da superfície e foram viver longe dos humanos, no subterrâneo. Por isso também são conhecidos como Elementos de Baixo e chamam os humanos de Povo da Lama. Morar perto do centro da terra tinha suas particularidades, a água era sempre quente e não havia luz natural.

Nessa época todas as criaturas possuíam asas, mas a evolução lhe retirara esse poder, com exceção dos gnomos alados. Uma escola de pensadores acha que o Povo descendia de dinossauros alados. Possivelmente pterodáctilos. Boa parte da estrutura do esqueleto, no tronco, era igual. A teoria certamente explicaria o minúsculo calombo ósseo em cada omoplata.

Atualmente o Povo vive na Cidade do Refúgio, localizado bem próximo ao centro da Terra, último local protegido contra os humano. Devido a mineração, os humanos estão explorando cada vez mais o subterrâneo.

PODERES DO POVO

É necessário fazer o Ritual para usar os poderes. Durante a lua cheia, devem colher a semente de um carvalho antigo junto à curva do rio, colocá-la no solo e pronunciar a frase: “Devolvo-a ao solo reivindico o dom que é meu por direito”. Depois disso, o elfo não apenas se sentirá mais quente, como irá recarregar sua magia.

Além dos poderes individuais de cada raça, as fadas possuem poderes comuns entre si:

Mesmer: O dom de sugerir ou hipnotizar outro ser. Uma das magias mais básicas, até mesmo uma fada quase sem forças consegue usá-lo, pois gasta apenas um fiapo de poder. O mesmer foi proibido pela Convenção Atlante de ser usado em outro membro do Povo, porém seu uso em humanos é liberado. As mentes fracas são as mais fáceis de se mesmerizar, mas é necessário contato visual para o processo. As pupilas de pessoas mesmerizadas muitas vezes ficam em frangalhos, podendo causar cegueira. Quando se está sob o efeito do mesmer, tudo que a Fada disser será bom, sua voz será linda e o humano confiará completamente nela, obedecendo a todas as suas ordens. / Confusão mental

Obs: Quase todas as pessoas que foram mesmerizadas não se lembram de suas experiências sob o mesmer. / O mesmer não penetra em superfícies espelhadas (Juliet usou óculos em contato com Holly)

O Poder de Cura: Usado para curar a si mesmo ou outra fada. A magia toma a forma de pequenas fagulhas azuis, que restauram órgãos e tecidos, replicam sangue, juntam ossos quebrados. Curas após um longo período, como horas, são perigosas para o paciente. Aparentemente os Elfos são os que tem maior poder de cura, enquanto os Duendes podem fazer sumir uma verruga, mas não curar ferimentos grandes.

O Dom das Línguas: O dom das línguas permite que as fadas se comuniquem com qualquer ser, de qualquer origem, pois quando utilizado este poder, qualquer língua se torna compreensível. Usado em demasia pode dar dor de cabeça.

Escudo: Mais um poder natural do povo, o de vibrar em alta velocidade, tornando-se praticamente invisível ao olho da maioria das criaturas, ou pelo menos ao olho humano (Câmeras de alta velocidade podem detectar uma Fada Escudada). Caso a roupa que a criatura esteja usando não seja feita de material especial (Como os macacões da LEP) ela se desintegrará pela alta vibração.

Os ratos são uma das poucas criaturas que podem ver direto através de um escudo de fada.

Atordoador: Pequena esfera prateada que produziu um clarão e provoca inconsciência em massa por 40 minutos.

Apagamento de memória