O código eterno

Neste terceiro e último volume da série Artemis Fowl, o menino prodígio do crime arquiteta um plano mirabolante para ganhar milhões. Só que suas idéias brilhantes prometem balançar o equilíbrio do mundo das fadas. Artemis Fowl: O código eterno é o oitavo livro do irlandês Eoin Colfer, vencedor do British Book Awards e WH Smith, prestigiosos prêmios de literatura infantil na Inglaterra.

Mal saído da infância, Artemis Fowl é um gênio do crime e único herdeiro do clã Fowl, uma família do submundo, lendária na arte da trapaça. Com muita ação, engenhocas tecnológicas e altas doses de magia, este volume da série promete reeditar o sucesso dos dois livros anteriores, que estiveram no topo das listas de mais vendidos no Brasil e nos 25 países em que foram publicados. E os direitos para o cinema já foram vendidos para a Miramax, que levará o pequeno bandido para as telas num projeto com Cameron Diaz no elenco.

Este livro traz um Artemis levemente modificado, um anti-herói ainda mais cativante a cada página virada. Dessa vez, ele constrói um supercomputador — o Cubo V — com tecnologia roubada de seus ‘amigos’ do centro da Terra. Com essa invenção, poderá obter informações de todos os satélites do planeta, decodificar sistemas de segurança tidos como indevassáveis, rastrear toda informação transmitida pela internet e invadir qualquer computador — inclusive o do povo das fadas.

O Cubo V deixará toda a tecnologia existente obsoleta e, com ela, os computadores do magnata Jon Spiro, novo alvo das falcatruas de Artemis. O jovem vilão pretende chantagear Spiro: ou ele paga a soma desejada por Artemis ou o novo cérebro eletrônico será colocado no mercado. Numa reviravolta, porém, os planos de Artemis sofrem um revés e a capitã Hollly, do mundo das fadas, precisa entrar em ação para ajudar seu inimigo.